O Show tem que parar!

Hoje, logo de manhã, entro na minha rede social e me deparo com  uma das lembranças que o Facebook apresenta, uma delas é um texto sobre os shows seja seculares ou do meio gospel. Segue abaixo:

Como diz a introdução de um texto do Pr Ciro: “SHOW significa dar às pessoas o que elas querem: a satisfação da carne. Culto significa dar a Deus o que lhe pertence: todo o louvor. Eu digo NÃO ao SHOW GOSPEL! E você?”

Seguindo por esse caminho, vamos analisar as nossas Bíblias, em 2 Crônicas 20.18. Viram como Josafá se prostrou com o rosto em terra, adorando a Deus? Agora, abram em 2 Crônicas 29.29 e Neemias 8.6. Depois, em Jó 1.20 e Salmos 95.6. E já em Mateus 2.11, a respeito dos magos do Oriente: “e, prostrando-se, o adoravam”. (Ciro, Pr)

Como poderíamos perceber, meus queridos irmãos, em momento algum é visto um evangelho show, mas uma verdadeiro adoração a Jesus Cristo, o Deus Crucificado., além de que ela é acompanhada de prostração, quebrantamento, choro, humilhação. Isso sim, é o verdadeiro ato de um adorador para com Cristo, e não os shows gospel, que tem luzes coloridas, danças, canções de autoajuda, estrelismo, e até a “unção do leão”, “cair no Espírito”, bota de píton, gritinhos frenéticos, ritmos eletrizantes, linguagem chula, falsas profecias, derramamento de azeite sobre a cabeça de alguém e outras futilidades!

 

Não, isso não é adoração. Não isso não faz parte do Evangelho PURO E SIMPLES.

Devemos voltar as raízes antigas, devemos resgatar a Geração de Samuel, cujo a função é depor Saul (o pecado) e ungir Davi (a Cristo). Devemos prestar cultos verdadeiros ao Único que é digno. É tão vergonhoso, ver músicas ditas “cristas” promoverem mais a si mesmo do que a Cristo (na verdade passa até longe de Cristo). Ver músicas que fazem danças escrupulosas em um ambiente cuja finalidade seria de adoração. É ultraje, ver o mundo contaminando a igreja com seus ritmos seculares e seus afazeres, com a pretensão que todas as coisas é para adoração ao Senhor, tudo é do Senhor!, negativo. Essa é uma das falacias mais perigosas que podemos ouvir em nosso tempo. Todos os ritmos não adoram ao Senhor, e sim idolatram os seus sentimentos, seu corpo, seu ego, até a sua capacidade de pensar, em discernir o que é certo e o que é errado.

Bem sabemos que, nós somos livres quando estamos com Cristo. Paulo vai dizer que tudo me é permitido, mas nem tudo é convém. Sim, o cristão é totalmente livre, ao contrário dos que não conhecem a Cristo, onde estão como escravos do pecado. Eles podem tudo no pecado, mas não pode nada com Cristo.

Sim, eu como cristão posso fazer tudo, mas nem tudo convém para o caráter de Cristo. Ou seja, eu como cristão jamais farei algo que desagrade ao meu Salvador, embora que, Ele não proíba. Ao contrario, é permitido. Mas nem tudo convém para demostrar Jesus ao mundo.

Para saber se algo é certo ou errado, reflita as suas atitudes ou os seus pensamentos ao de Jesus. O que Cristo faria em seu lugar? Não sabe? Vamos então lê os evangelhos, além das cartas do Apóstolos.  Sem esquecer do velho testamento, pois embora seja da antiga aliança, ainda é viva e eficaz para traçar os nossos caminhos.

 

Em conclusão:

Romanos 8:29 Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.
Com a Graça e a Paz de Jeus!
Matheus Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *